Nova versão do Chrome corrige falha de segurança; recomendação é baixar logo

O Google começou a disponibilizar uma nova versão do Chrome, que corrige uma falha grave de segurança que vem sendo explorada por hackers.

A empresa, porém, informou que não dará detalhes do problema até que uma ampla base dos usuários tenha feito a atualização, o que evita a disseminação de sua exploração por novos invasores.

Site especializados estão recomendando que os usuários façam a atualização o quanto antes.

Em comunicado publicado em seu blog na quinta-feira (4), o Google informou que o Chrome foi atualizado para a versão 88.0.4324.150, que “inclui uma correção de segurança”, e que já está disponível para Windows, Mac e Linux.

As atualizações disponíveis podem sempre ser checadas na opção “Sobre o Google Chrome”, clicando no menu do navegador, ou diretamente pelo link: chrome://settings/help. Geralmente, o próprio Chrome sinaliza as novas atualizações com uma notificação em sua barra superior.

O Chrome informou que a falha, chamada de CVE-2021-21148, foi notificada à plataforma por um desenvolvedor em 24 de janeiro deste ano.

“O acesso aos detalhes e links sobre o erro deve ser restrito até que a maioria dos usuários tenha feito a atualização”, disse a empresa. “O Google está ciente de que há relatos de que o CVE-2021-21148 está sendo explorado.”

Link para baixar a nova versão: https://www.google.com/intl/pt-BR/chrome/

 

Clubhouse: o que nova rede social de áudio tem de tão especial?

Nada de textos, fotos ou vídeos. A Clubhouse, nova rede social que promete se tornar febre, permite apenas conversas por voz. Por enquanto, o acesso à plataforma é restrito e só consegue entrar quem recebe um convite. Apesar disso, a popularidade do aplicativo cresceu nos últimos dias.

No fim de janeiro, uma conversa entre o bilionário da tecnologia Elon Musk e o presidente-executivo do aplicativo de investimentos Robinhood, Vlad Tenev, por meio da Clubhouse, ajudou a impulsionar a plataforma e deu início uma corrida por convites de acesso ao serviço exclusivo.

Além deles, completam a lista de 600 mil usuários da Clubhouse famosos como Oprah Winfrey, Kevin Hart, Drake, Chris Rock e Ashton Kutcher.

Como entrar?

Até o momento, o aplicativo está disponível apenas na App Store. Para conseguir acesso, é necessário ser convidado por alguém já cadastrado no aplicativo. Cada usuário tem direito a dois convites. Quem é convidado recebe um link enviado por mensagem de texto no celular.

É preciso ter cuidado, pois se a pessoa violar os termos de uso, tanto ela quanto quem forneceu o convite podem ser banidos.

Segundo os criadores da rede social, a meta é criar uma comunidade engajada e concluir o estágio beta do aplicativo ainda em 2021 para que possam eventualmente “abrir o Clubhouse para o mundo inteiro”. Enquanto isso não ocorre, é possível fazer um cadastro na lista de espera e reservar um nome de usuário. Quando o acesso estiver liberado, a rede social enviará uma mensagem para o telefone do interessado.

 

App Clubhouse para iOS Imagem: Reprodução

 

Como funciona?

Após entrar no aplicativo, o usuário pode definir quais assuntos lhe interessam. Na timeline, aparecem salas de diversas temáticas, onde as pessoas conversam em tempo real por áudio.

Quem entra em uma sala entra como ouvinte. Se quiser falar, basta levantar a mão para que os moderadores deem a autorização, assim como no Zoom. Também é possível criar a própria sala para conversar com amigos e pessoas de várias partes do mundo.

Toda a comunicação ocorre apenas por meio da voz. Os áudios não podem ser gravados nem salvos.

História

Lançado em abril de 2020, a Clubhouse foi desenvolvido por Rohan Seth, um ex-funcionário do Google, e por Paul Davison, empresário do Vale do Silício. Pessoas ligadas à tecnologia foram as primeiras a usarem o aplicativo. Quase um ano depois, os fundadores comemoram o sucesso da rede.

“O Clubhouse pareceu atingir um verdadeiro acorde com as pessoas e se acelerou rapidamente nos últimos dez meses – de um pequeno punhado de testadores beta para uma rede diversificada e crescente de comunidades”, escreveram Rohan e Paul no blogo da Clubhouse.

“Na semana passada, dois milhões de pessoas em todo o mundo – músicos, cientistas, criadores, atletas, comediantes, pais, empresários, corretores de ações, líderes sem fins lucrativos, autores, artistas, agentes imobiliários, fãs de esportes e muito mais – vieram ao Clubhouse. É a coisa mais emocionante de que já participamos.”

Fonte:  https://www.uol.com.br/tilt/colunas/ricardo-cavallini/2021/02/06/clubhouse.htm

Telegram agora permite importar conversas do WhatsApp; veja como

Se você é um dos usuários que resolveram deixar o WhatsApp, mas tem dúvidas em relação à saída da plataforma do Facebook, o Telegram apresentou ontem (27) uma nova ferramenta que pode ajudar na sua decisão: quem optar pelo aplicativo russo poderá levar junto todo o seu histórico de bate-papo do WhatsApp.

A nova funcionalidade, por enquanto restrita a dispositivos com iOS, veio junto com a versão 7.4 do Telegram que, nas notas de atualização, prevê a opção de “mover seu histórico de chats de outros aplicativos como WhatsApp, Line e KakaoTalk para o Telegram”. Veja abaixo:

Logo em seguida, o Telegram lançou uma atualização de versão, com o número 7.4.1, que suprimiu a referência à ferramenta de migração. No entanto, você ainda consegue importar seus bate-papos diretamente do WhatsApp.

Como exportar as conversas do WhatsApp para o Telegram?

 

Para que a transferência do seu histórico de conversas seja feita do WhatsApp para o Telegram, é preciso que você tenha instaladas em seu dispositivo as duas atualizações recentes dos dois aplicativos. Após se atualizar, basta seguir o passo-a-passo abaixo para fazer a importação.

Perceba que não é possível importar os chats em lote. Você terá que transferi-los individualmente do WhatsApp para o Telegram. Veja como fazer:

  1. Abra o WhatsApp e toque na conversa que deseja exportar
  2. Acesse o menu de informações do contato, selecione a opção “Exportar conversa” (em alguns casos tem que clicar em “Mais” antes)
  3. Aí você verá as opções “Incluir arquivos de mídia” ou “Sem mídia”
  4. Escolha a que preferir, sabendo que incluir arquivos de mídia aumenta o tamanho da conversa
  5. Escolha Telegram no menu de compartilhamento e selecione o contato ao qual você deseja incorporar o chat importado
  6. Quando surgir o prompt para importar mensagens, selecione “Importar”. Está feito!
Sistema do Google rival do WhatsApp, RCS é lançado globalmente

Após quase três anos de testes, o Google finalmente disponibilizou globalmente o serviço de mensagens RCS para o sistema Android. O padrão é uma das propostas para substituir o SMS, oferecendo recursos semelhantes ao de apps como WhatsApp e Telegram.

O serviço já estava disponível no Brasil para as principais operadoras nacionais, além de alguns outros países. O RCS não desconta da franquia de dados do usuário, e depende da liberação do recurso por parte das operadoras.

Para usar o recurso, é preciso ter o aplicativo Mensagens (Android) instalado no celular, app que também é compatível com o SMS tradicional, além do padrão MMS (para multimídia).

Tipo o “Zap”

O RCS (Rich Communication Services) é apresentado como uma evolução do SMS, oferecendo recursos de multimídia como envio de fotos e vídeos em alta qualidade, reações, conversas em grupo e, claro, emojis.

O protocolo é semelhante a aplicativos como o WhatsApp e Facebook Messenger. Assim como os rivais, o RCS já chega com criptografia de ponta a ponta, dificultando o acesso ao conteúdo por operadoras, curiosos e até mesmo o Google.

fonte: https://canaltech.com.br/apps/sistema-do-google-rival-do-whatsapp-rcs-e-lancado-globalmente-175001/

Instagram e Messenger recebem mensagens secretas e mais novos recursos; confira

O Facebook anunciou três novos recursos para os sistemas de mensagens do Instagram e Facebook Messenger. O primeiro é a opção para assistir vídeos junto com amigos nas redes sociais, o segundo são temas para as janelas de conversa — com direito aos integrantes do grupo de K-pop BTS —, enquanto o terceiro é um modo especial para mensagens que somem automaticamente do histórico.

As novidades devem chegar nos próximos dias ao Facebook Messenger e também ao Instagram, caso o usuário tenha optado pela integração dos serviços de bate-papo.

Assistir juntos

O primeiro novo recurso dos aplicativos já está disponível para todos: trata-se do Assistir Juntos. Com ele, usuários das redes sociais podem acompanhar com seus amigos e contatos programas no IGTV, gravações do Reels e outros conteúdos em vídeo, com a opção de bate-papo em tempo real.

Para divulgar o recurso, o Facebook produziu duas séries exclusivas para os usuários: Post Malone’s Celebrity World Pong League e Here for It with Avani Gregg. Para habilitar o Assistir Juntos, basta iniciar uma vídeo chamada em um dos aplicativos e abrir a opção “TV e cinema” — no Instagram ela está dentro da opção “Mídia”, no Messenger é preciso deslizar a tela para cima e escolher a opção “Assistir Juntos”.

Usuários no Messenger (esq.) e Instagram (dir.) veem o mesmo episódio (Imagem: divulgação/Instagram)

Temas (e BTS)

As telas de conversas com os contatos nas redes sociais agora podem ser personalizadas, e para inaugurar a opção, o Facebook trouxe os artistas do grupo sul-coreano BTS no tema TinyTAN.

Os temas poderão ser ativados nas configurações dos aplicativos, dentro da opção Tema. O TinyTAN troca o visual do histórico de mensagens com um fundo roxo — cor símbolo do grupo — e alternativas para temas escuros e claros.

Tema adota o visual do grupo de K-pop (Imagem: divulgação/Facebook)

Modo temporário

Já a última novidade — ainda não disponível nos aplicativos — é opcional e uma variação das mensagens que se autodestroem do Telegram. Ao ativar o modo temporário, as mensagens desaparecem após fechar a conversa.

Voltado para mensagens espontâneas, a novidade é recomendada pelo Facebook para “memes, GIFs ou reações para compartilhar o que [você] realmente pensa, mas nem sempre pode dizer”.

O modo temporário poderá ser utilizado apenas em conversas entre usuários conectados no Facebook, ou que se seguem no Insta. Além disso, o recurso avisa caso o contato tire um print da conversa, e oferece as opções usuais de bloqueio e denúncia.

Segundo a rede social, o modo temporário será disponibilizado aos poucos para os usuários, começando pelos Estados Unidos e o app Messenger. Para pessoas em outros países ou com o Instagram, a novidade está prometida para “breve”.

Fonte: Facebook, Instagram

Instagram Guias chega para todos e tem foco em curadoria de conteúdo

Nova seção no perfil permite que o usuário faça curadoria de publicações, produtos ou locais

O Instagram anunciou, nesta terça-feira (17), a expansão da aba “Guias” para todos os usuários da plataforma. O recurso permite a criação de um espaço de curadoria no perfil, com a possibilidade de reunir publicações, produtos ou lugares de um tema específico e organizá-los em um arquivo único. A nova ferramenta foi lançada em maio para instituições de saúde mental e bem-estar selecionados, mas a partir de agora está disponível para todos os celulares Android e iPhone (iOS).

O novo ícone, assim como IGTV e Reels, aparece no perfil apenas depois da criação do primeiro Guia. A imagem de capa das pastas são personalizáveis. Antes de clicar, é possível ver o nome e a quantidade de publicações, locais ou produtos indicados no post. O conteúdo também pode ser compartilhado via Stories ou Direct. Além disso, as coleções destinadas a recomendações de produtos podem figurar em um espaço exclusivo no Instagram Shop ou uma seção de destaque na aba Explorar.

A primeira conta brasileira a receber o Guias foi o Instituto Vita Alere de Prevenção e Posvenção ao Suicídio. O projeto foi uma parceria entre o Instagram e a instituição com o objetivo de oferecer apoio à comunidade do aplicativo durante a pandemia da Covid-19. Na aba de Guias, o instituto reúne conteúdos sobre saúde mental e práticas para se manter saudável.

Aqui no país, a influenciadora Luisa Brasil também recebeu a ferramenta antes da liberação mundial. Em seu perfil na rede social, há curadorias de decoração, designers brasileiros e restaurantes. A partir de hoje, usuários de todo o mundo podem se inspirar para montar suas próprias recomendações e compartilhar com seus seguidores.

fonte: https://www.techtudo.com.br/